Sobre o Produtor

A sociedade liderada por João Mariano, Engº Agrónomo 53 anos, iniciou a sua actividade vitivinícola em 2000/2001 com a plantação de vinhas em 3 quintas diferentes quanto aos seus “terroir” (solo, clima e ambiente envolvente), totalizando 21,5 hectares.

João Mariano tem dedicado toda a sua vida profissional á Agricultura Algarvia, nomeadamente á Irrigação, com pós-graduação em Israel, á Fruticultura de regadio e nos últimos 10 anos em Vitivinicultura, com especialização em Viticultura e Enologia em Climas Quentes, obtido em Jerez de la Frontera.

O objectivo da empresa foi a produção de vinhos de qualidade numa região ancestralmente ligada á vinha e ao vinho mas que perdeu competitividade nos últimos 25 anos.
 

Recorreu-se a material vegetal certificado tanto nas castas nacionais como nas importadas de França, Petit Verdot, Syrah, Alicante Bouchet e Tempranillo (o português Aragonez/Tinta Roriz) tendo seleccionado os clones qualitativos em detrimento dos produtivos.
 

 
Todas as vinhas são regadas e adubadas por gota a gota o que permite irrigar e fertirrigar quando a vinha tem maiores necessidades ou em anos em que a pluviosidade é inferior á necessária.
O controlo da água no solo é feito através de sensores de humidade colocados em diversos locais das parcelas de vinha.

As vinhas das 3 quintas encontram-se em modo de Produção Integrada, com total respeito pelas normas de protecção do ambiente.

A adega da empresa localiza-se na Quinta da Penina, sítio da Torre, concelho de Portimão, onde labora as uvas provenientes das 3 quintas.
A Quinta da Penina fazia parte de um enorme morgadio que existia na Torre no inicio do século 20, grande produtor de cereais, frutos secos e vinho, ocupando a Adega da Penina o mesmo local da que existiu até meados do século 20.